O que é marketing de conteúdo e como ele pode ajudar a vender mais

22/02/2021

Marketing de conteúdo

Outdoors, jingles em rádios, banners em revistas e jornais, panfletos. Até o ano de 2010, mais ou menos, essas eram as principais ferramentas para a divulgação de um negócio – principalmente varejo físico.

Atualmente, porém, está cada vez mais nítida a importância do marketing de conteúdo no meio digital. Quem mais se beneficia dessa técnica é o e-commerce, já que o público-alvo de quem atua no segmento está sempre conectado.

Você utiliza o marketing de conteúdo na sua loja virtual? Nos tópicos a seguir vamos explicar tudo sobre o método e como ele pode ajudá-lo a vender mais. Boa leitura! 😉

O que é marketing de conteúdo?

De modo bastante resumido, podemos entender o marketing de conteúdo como ferramenta para divulgar informações relevantes. Mas não “qualquer informação”. Em vídeo, texto ou áudio (podcast), devem ser abordados temas interessantes relacionados ao universo da sua marca (novidades do segmento, produtos, serviços).

Vamos supor que você tem um e-commerce de produtos de skincare somente com linha própria. Inicialmente pensa-se que o marketing está atrelado a ressaltar lançamentos e outras pautas mais comerciais. Na lógica do marketing de conteúdo, porém, a proposta é expandir esses assuntos para que sejam mais informativos e funcionais.

Nesse exemplo do e-commerce de cuidados com a pele, podem ser produzidas pautas sobre como fazer limpeza de pele, importância do sérum, vantagens da vitamina C no rosto, tendências de beauty (com gancho para dermocosméticos) entre outras.

COMO O MARKETING DE CONTEÚDO FUNCIONA

Essa metodologia funciona pela atração (desperta o interesse das pessoas), colocando sua marca como referência e autoridade no assunto. O marketing de conteúdo não apenas atrai mais usuários como também ajuda a fidelizar clientes, pois eles sentem que o relacionamento não se limita à venda.

Utilizar estratégias de SEO (conteúdos otimizados para sites de busca) é o primeiro passo para se destacar. Materiais com SEO fazem uso inteligente de palavras-chave e mídias como fotos e vídeos para posicionar páginas organicamente.

Por exemplo: ao digitar “protetor solar com cor”, os primeiros resultados no topo do Google serão links patrocinados, mas logo abaixo estão os conteúdos não pagos. A longo prazo, o SEO te ajuda a conquistar as melhores posições sem ter que pagar por isso – seja com a página do produto anunciado, seja com um texto de blog ou vídeo no YouTube.

Também é importante estar atento à otimização no seu site e nos marketplaces: use palavras-chave no título do anúncio, na descrição da mercadoria e no nome da imagem que será hospedada (protetor-solar-com-cor).

Dicas para fazer marketing de conteúdo

Apresentado um breve panorama do que é e como funciona o marketing de conteúdo, separamos algumas dicas para você aplicar essa metodologia ao seu e-commerce. Veja como fazer e aumentar suas vendas!

1. PERSONA

Todo negócio precisa ter um público-alvo bem definido, mas você pode dar um passo a mais e definir a persona do seu cliente. Persona é a representação do seu cliente ideal. Durante o processo criativo, você e sua equipe podem fazer brainstorming para imaginar um perfil completo do cliente: profissão, idade, interesses, hábitos, necessidades, etc.

Essas informações permitem ser muito mais assertivo no marketing de conteúdo, pois você definirá a linguagem que será utilizada, pautas mais relevantes, itens de mais destaque, entre outros enfoques. Até o seu mix de produtos pode se beneficiar, pois é possível refiná-lo de acordo com o que faz mais e menos sucesso entre os consumidores.

2. CRONOGRAMAS

Ações de comunicação precisam de cronograma, e com o marketing de conteúdo não é diferente. Reúna a equipe de marketing da empresa ou agência contratada para alinhar calendários de ações. Nesse planejamento, defina o tipo de material que será produzido (blogpost, podcast, vídeo, live, e-book, infográfico, cartilha) e em quais meios ocorrerá a divulgação (redes sociais, pop-up, Ads, e-mail marketing, newsletter).

3. PALAVRAS-CHAVE

Como saber as principais palavras-chave relacionados ao seu negócio e à persona? Pesquisando! Google Ads e Google Trends são ótimas dicas para você descobrir os principais assuntos ligados aos temas que você precisa. Além dessas ferramentas de consulta, vale dar uma espiada no que a concorrência está fazendo.

4. TEXTOS

Quando falamos de textos no marketing de conteúdo é num sentido bem amplo: TODOS OS TEXTOS. Títulos e descrições dos anúncios; conteúdos nas páginas do site; textos de blog; posts de redes sociais; newsletter; e-mail marketing; banners.

Todos os textos vinculados à sua marca devem ser bem escritos (fluidos e sem erros de ortografia), seguindo a linguagem definida para a persona. No caso do site, do blog e dos anúncios em marketplaces, garanta o uso de SEO.

Lembre-se: ofereça conteúdos relevantes, que agreguem conhecimento ao usuário e tornem sua marca referência no assunto. Nem sempre é preciso citar fontes (no caso dos blogs), mas evite achismos e informações muito tendenciosas como “o melhor” e “a única”.

5. FOTOS E VÍDEOS

A internet está cada vez mais visual – e o e-commerce também. Nesse sentido, o uso de fotos e vídeos torna as páginas mais atrativas e ainda posiciona melhor seus conteúdos. A dica é usar imagens com boa resolução (inclusive quando o usuário der zoom), informativas (mostrando detalhes do produto, sugestões de uso) e leves (para que elas carreguem rapidamente, evite muitos MB).

Se puder, faça isso:

  • Já que quer se posicionar como especialista no assunto, compartilhe reviews, dicas ou favoritos da sua equipe. Isso também ajuda a humanizar a marca.
  • Escolha pautas relacionadas aos interesses da persona e crie vídeos com storytelling para contar uma novidade importante, apresentar fatos sobre a empresa ou mostrar cases de clientes.
  • Nas redes sociais, compartilhe imagens dos bastidores (reuniões, estoque, clientes que receberam seus pedidos, etc.). Esse tipo de conteúdo ajuda a criar mais conexão entre seu e-commerce e a clientela, estimulando o engajamento.

6. FAQ

Muitas dúvidas dos usuários podem ser sanadas na consulta ao FAQ (perguntas mais frequentes). Ao disponibilizar esse espaço no seu e-commerce, organize as informações de forma simples e objetiva, podendo utilizar estratégias de SEO para posicionar melhor o site. A linguagem precisa estar alinhada à persona. Se o seu e-commerce é descontraído, por exemplo, nada de respostas muito formais ou frias.

Ter um FAQ na sua loja virtual é informativo, funciona como apoio ao marketing de conteúdo e ainda auxilia a equipe de atendimento, pois as principais dúvidas são resolvidas diretamente pelo site, reduzindo os chamados por chat, e-mail, telefone ou WhatsApp. 😉

7. E-MAILS

NINGUÉM gosta de ter sua caixa de entrada cheia de e-mails irrelevantes. Portanto, uma boa dica para fazer marketing de conteúdo é mesclar e-mail marketing (abordagem comercial) com newsletter (abordagem informativa).

Os envios não precisam ser diários – mais vale qualidade do que volume. No caso da news, defina uma periodicidade a ser seguida (semanal, quinzenal, mensal) e cumpra o cronograma. Já o e-mail marketing pode ser mais frequente, com descontos, lançamentos, “save the date” e ações para reverter o abandono de carrinho.

Checklist do marketing de conteúdo

Sempre que planejar alguma ação de marketing de conteúdo, questione-se o seguinte:

  • Será útil e interessante para minha persona?
  • Está mais informativo do que comercial?
  • Eu consumiria esse conteúdo?
  • É de fácil compreensão?
  • Foge do senso comum?

Se as respostas forem positivas, você está indo pelo caminho certo.

Escrito por Augusto Vasconcelos

22/02/2021

Conheça o Podcast do Conexão E-commerce!

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escrito por Augusto Vasconcelos

Posts recentes

O que é Picking e Packing?

O que é Picking e Packing?

Picking e Packing é um grupo de métodos de logística para organizar e melhorar a eficácia dos processos da expedição. Na tradução livre, o termo “Picking e Packing” significa “separar e embalar”.

O objetivo do Picking e Packing é implementar uma estratégia de trabalho que ajude a aumentar a agilidade e diminuir erros na separação e envio dos pedidos.

Google Trends: o que é e como usar para vender mais

Google Trends: o que é e como usar para vender mais

Não é espantoso para ninguém que o Google é o site mais acessado do mundo. O cenário é o mesmo no Brasil, com uma média de 4 bilhões de acessos por mês. A força desse motor de busca faz com que ele seja e ofereça ferramentas absurdamente poderosas. Uma delas é o...