Como vídeos de produtos podem aumentar suas vendas

02/02/2021

videos para vender mais

Destacar-se da concorrência e atrair a atenção dos usuários é um dos grandes desafios para os sellers que vendem na internet. Títulos inteligentes, descrições detalhadas e fotos de boa qualidade já são o feijão com arroz do e-commerce. Por isso, uma estratégia para sair do óbvio e fazer a diferença nos seus anúncios é a utilização de vídeos.

Entendendo que o ambiente virtual é bastante visual, reunimos algumas dicas sobre como vídeos de produtos podem aumentar suas conversões de vendas. Confira as dicas para não ficar de fora! 😉

Algoritmos amam vídeos

O primeiro ponto a se destacar é que os algoritmos dos sites de busca (como o Google) dão um empurrãozinho extra na visibilidade de conteúdos com vídeo. Isso vale tanto para o site quanto para o blog da sua loja virtual.

Algumas pesquisas de performance mostram que páginas com vídeos podem ter taxas de conversão até 40% maiores. A dica é indexar materiais que realmente tenham relação com o produto anunciado.

#FICADICA: além de usar esses materiais em sua loja virtual própria ou marketplace, aproveite também as redes sociais! O algoritmo do Instagram, por exemplo, dá um super destaque aos vídeos de Reels e IGTV.

Impacto na decisão de compra

Talvez você esteja se perguntas: ok, mas por que os vídeos impactam tanto a decisão de compra? Bem, porque eles mostram riqueza de detalhes. Conhecer mais ângulos, texturas e proporções faz a diferença para muitos consumidores do e-commerce.

Como fazer vídeos para e-commerce

Nos anúncios, o ideal é utilizar vídeos curtos (de até 30 segundos), com boa resolução e sem efeitos/filtros que distorçam a imagem do produto. Prefira fundo branco, deixando somente o item em destaque, e capriche na iluminação adequada.

O material sempre deve ser fiel à apresentação real da mercadoria. Portanto, contrate bons profissionais – especialmente se optar por imagens em 3D ou 360º.

Outra dica interessante: não mencione os preços das mercadorias nos vídeos. Essa é uma ferramenta de divulgação, não de precificação (já existe espaço específico para isso). Até mesmo porque, quando fizer alguma alteração de preço (promoção ou aumento), o material vai ficar velho.

RESENHA OU APRESENTAÇÃO?

Uma dúvida bastante comum entre os sellers é sobre utilizar vídeos no formato de apresentação ou resenha. Os dois são interessantes, mas é importante manter um padrão.

Vídeos que apenas apresentam produtos costumam ser mais curtos e podem ou não conter narração. São os mais utilizados por quem vende em marketplaces, pois bastam alguns segundos para transmitir o recado ao usuário.

Mercado Livre, Magazine Luiza, B2W e Via Varejo são alguns dos grandes marketplaces que aceitam inclusão de vídeos no display de mídia e/ou descrição dos produtos.

Já os materiais mais detalhados são interessantes para YouTube, blog, redes sociais e outros usos pontuais (hiperlink em e-mail marketing, banner na home da loja, etc.). Produtores de conteúdo (influenciadores e sites especializados) fazem bastante isso.

Fique de olho: seguindo a onda do Instagram, o YouTube está testando ferramentas de compra diretamente pela plataforma, ou seja, em breve os usuários poderão comprar produtos anunciados nos vídeos com apenas alguns cliques.

Pense fora da tela

Como mostramos anteriormente, os vídeos que apresentam produtos são muito úteis para a conversão de vendas no e-commerce. Portanto, acompanhe as métricas dos seus anúncios e, sempre que possível, crie algum diferencial em relação à concorrência.

Dependendo do produto, um vídeo de 30 segundos é suficiente para apresentar curiosidades sobre o item. Digamos que você está mostrando uma esponja para esfoliação facial. Em vez de apenas filmar o objeto, ensine uma sugestão de passo a passo para o uso.

Outro exemplo vale para as máscaras de tecido faciais, um dos itens mais vendidos nos marketplaces brasileiros em 2020. Se ela é reutilizável, mostre como o material é resistente, fácil de higienizar e anatômico.

Pense fora da tela!

Escrito por Augusto Vasconcelos

02/02/2021

Conheça o Podcast do Conexão E-commerce!

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escrito por Augusto Vasconcelos

Posts recentes

O que é CNP e como usar o Cadastro Nacional de Produtos?

O que é CNP e como usar o Cadastro Nacional de Produtos?

O Cadastro Nacional de Produtos (CNP) é um serviço prestado pela GS1 Brasil - uma organização multissetorial sem fins lucrativos - através do qual é possível cadastrar e gerenciar os produtos da sua empresa e gerar um código de barras.  Muitos vendedores começam...