Receba a nossa NewsLetter!
Concordo com  Política de privacidade e  Termos de uso 

Cyber Monday: tudo o que você precisa saber

23/10/2020

cyber monday

A Black Friday já se consolidou no calendário comercial brasileiro – e a Cyber Monday está seguindo o mesmo caminho de sucesso. Não tem certeza sobre a importância da data para comprar ou vender pela internet? Neste conteúdo a gente conta tudo o que você precisa saber sobre a Cyber Monday. Descubra como se preparar para aproveitar as melhores oportunidades!

O que é Cyber Monday?

Nos Estados Unidos, celebra-se o Dia de Ação de Graças na última quinta-feira de novembro, seguida pela Black Friday (“sexta-feira preta”, em tradução livre). A data ficou conhecida por descontos e promoções atraentes, chamando a atenção de diversos outros países.

Como você já deve saber, no Brasil a Black Friday é sucesso absoluto – especialmente no varejo online. Mas então temos a Cyber Monday (“segunda-feira cibernética”), que surgiu em 2005, também nos EUA, para promover vendas no e-commerce. A ação ocorre na segunda-feira após a Black Friday, por isso uma data tem forte relação com a outra. Em 2020 a Cyber Monday será no dia 30 de novembro.

A proposta inicial da Cyber Monday era alavancar ofertas de eletrônicos (smartphones, notebooks, acessórios e outros), mas com o passar dos anos começou a abranger categorias como brinquedos e moda – digamos que é mais uma oportunidade para quem perdeu ofertas da Black Friday. Mesmo com novos segmentos, a Cyber Monday ainda tem um apelo comercial muito forte voltado para itens de tecnologia.

Cyber Monday no Brasil

De acordo com um balanço da Compre&Confie, o e-commerce nacional faturou mais de R$ 3 milhões durante a Cyber Monday 2019 (crescimento de 31,5% em relação ao ano anterior). O volume de pedidos subiu 25,4% (cerca de 664,9 mil encomendas). O tíquete médio teve aumento um pouco mais modesto, mas também cresceu: R$ 457,10 (+4,9%).

Com os bons números registrados pelo varejo online em 2020 (recorde de faturamento no Dia das Mães, Dia dos Pais e outras datas), a expectativa é de que a Cyber Monday 2020 continue alavancando vendas no e-commerce – principalmente pela proximidade do Natal, já que algumas pessoas aproveitam as ofertas para antecipar as compras de presentes.

A seguir, listamos dicas de como vender e comprar na Cyber Monday, afinal, a data interessa tanto para sellers quanto para consumidores. Acompanhe!

Dicas para comprar na Cyber Monday

Assim como na Black Friday, a Cyber Monday tem uma chuva de ofertas. Por isso, o ideal é se preparar com certa antecedência e evitar cair em maus negócios. Abaixo, destacamos 3 dicas para comprar na Cyber Monday sem erro:

1. FAÇA UMA LISTA

Antes mesmo da Black Friday, faça uma lista com os itens que precisa comprar e comece a monitorar os preços em diferentes lojas virtuais e marketplaces. Vale a pena ficar de olho em canais como Amazon, Americanas.com, Submarino, Cissa Magazine e Magalu, que são marketplaces bastante conhecidos no segmento de tecnologia.

2. CONFIRA A REPUTAÇÃO

A Cyber Monday reúne ofertas realmente atraentes, mas também existem algumas furadas. Desconfie de descontos gigantes, muito diferentes da média do mercado. Lembre-se de conferir a reputação da loja no marketplace e no Reclame Aqui.

3. CONSULTE AS CONCIÇÕES DE TROCA

Para evitar transtornos em relação a troca e devolução, consulte a política da loja sobre esse assunto durante a Cyber Monday.

Como vender na Cyber Monday

Se você chegou a esse tópico, provavelmente busca dicas para vender na Cyber Monday, certo? Então confira sugestões que podem fazer toda a diferença no bom desempenho da sua operação!

1. DEFINA SEU OBJETIVO

Por que você quer participar da Cyber Monday? Deseja ganhar popularidade ou liquidar produtos parados no estoque? As duas opções? É importante que você defina seu objetivo e trace estratégias eficientes para alcança-lo.

Se você está atuando há pouco tempo no marketplace X e precisa de mais vendas e avaliações para melhorar a reputação ou deseja fazer uma queima de estoque, participar da Cyber Monday pode ser o empurrãozinho que faltava. Identifique os itens que podem receber maiores descontos e abra mão de uma porcentagem um pouco maior do lucro.

2. INVISTA EM MARKETING

O marketing digital tem muitas possibilidades para atrair pessoas e converter acessos em vendas. Você pode investir em anúncios nas redes sociais, vender pelo Instagram, criar parcerias com influenciadores, fazer campanhas no Google, enviar SMS, disparar e-mail marketing e investir em Ads para marketplaces. O segredo é escolher as ações mais assertivas para seu objetivo e começar com antecedência, avisando sua base de clientes para ficar atenta à data.

3. REFORCE A OPERAÇÃO

Você definiu o objetivo, selecionou ofertas atraentes e investiu em marketing. Se tudo der certo, o fluxo de vendas vai bombar – mas sua loja está preparada para atender picos de pedidos e chamados?

Aproveite o período de Black Friday e Cyber Monday para reforçar o back office. O primeiro passo é revisar todo seu estoque (itens que precisam ser repostos ou liquidados e mercadorias com avaria). Depois, analise a capacidade para atender ao dobro, triplo ou até mesmo quíntuplo de pedidos por dia. Sua equipe dá conta? Se corre o risco de sobrecarregar as pessoas, contrate funcionários temporários.

Também é importante rever as margens de lucro para não sair no prejuízo. Com antecedência, tente negociar preços e prazos com seus fornecedores e prestadores de serviços (empresas de logística, entre outros).

Você vende em mais de uma plataforma? Então providencie um bom hub de integração para marketplace. Alguns sellers cometem o erro de gerenciar sua operação multicanal de modo manual – o que é um grande erro. Com o hub você controla estoque, expedição, emissão de documentos fiscais, API de frete, anúncios em marketplaces e outras funcionalidades em uma única tela. Tudo integrado para você poupar tempo e ganhar precisão.

4. ESTUDE O MERCADO

Que tal reservar um tempinho para estudar o desempenho da Cyber Monday em anos anteriores? O portal E-commerce Brasil, por exemplo, é uma ótima fonte de informação, pois reúne notícias, relatórios e artigos bastante relevantes sobre o varejo online.

Além de consultar dados sobre Black Friday e Cyber Monday no Brasil, avalie sua própria operação! Como têm sido suas vendas online? Onde pode melhorar? O que está dando certo? O quanto consegue investir em inovação? Estude sua empresa!

5. PARTICIPE DAS CAMPANHAS

Os marketplaces criam suas próprias campanhas para datas comemorativas – e na Cyber Monday não é diferente. Sellers que aderem a essas ações temáticas surfam no marketing e na credibilidade da plataforma e têm maior probabilidade de ganhar visibilidade. Portanto, participe das campanhas.

6. APRENDA COM SUA EXPERIÊNCIA

Quando a Cyber Monday terminar, faça relatórios e estude seu desempenho. Aprender com a própria experiência tem um valor inestimável, afinal, é possível entender a relevância da data adequada à realidade do SEU negócio.

Cyber Monday vale a pena?

Baseado no que apresentamos anteriormente, a resposta é: sim, vale a pena participar da Cyber Monday! Para que a experiência seja realmente positiva, programe-se com antecedência e seja estratégico. Dicas simples como estudar o mercado e investir em um hub de integração trazem vantagens não apenas durante as datas comerciais, mas durante todo o ano.

Quanto mais você conhece o e-commerce e otimiza sua operação, mais chances tem de escalonar vendas, ganhar popularidade e fidelizar clientes. Participar da Cyber Monday vale a pena, mas você precisa trabalhar para que ela seja sinônimo de sucesso e não de frustração.

Escrito por Augusto Vasconcelos

23/10/2020

Receba a nossa NewsLetter!
Concordo com  Política de privacidade e  Termos de uso 

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escrito por Augusto Vasconcelos

23/10/2020

Posts recentes

Como vender livros online?

Como vender livros online?

Por mais que a tecnologia ofereça outras alternativas aos amantes da literatura, hoje em dia, muitas pessoas não abrem mão de ter o livro físico em suas casas. Por isso, a oportunidade de vender livros online deve ser considerada. Mas você sabe a melhor maneira de...