Ticket Médio em vendas: o que significa? Veja como calcular e aumentar!

Atualizado em 04/05/2021 | Publicado em 22/04/2021

ticket médio

O ticket médio ou valor médio de pedidos, como o nome já diz, é a média com que os seus clientes gastam com os seus produtos. E saber utilizar essa métrica é extremamente importante para o seu e-commerce.

Existem tipos de ticket médio bem distintos para cada de canal de venda, ou seja, o seu ticket pode ser diferente da sua concorrência dependendo do marketplace em que você vende (Mercado Livre, Magalu, B2W), e ainda existe o ticket médio da sua operação como um todo. Ambos são importantes, mas o último é o mais significativo para que você possa mensurar o crescimento do seu negócio e estabelecer quais estratégias executar para aumentar o seu valor médio de pedidos.

Como calcular o ticket médio

Calcular o valor médio dos pedidos da sua loja virtual não é um bicho de sete cabeças, pelo contrário, basta você pegar o seu faturamento e dividir pela quantidade de vendas realizadas no mês (atenção: o faturamento não é lucro!). A partir desse resultado, é possível entender o quanto você precisa investir para obter o retorno que quer ter nas vendas.

Ex.: R$ 10.000,00 (faturamento) / 100 (vendas) = R$ 100,00 TM (ticket médio) 

Reforçando: é importante que você monitore isso para cada canal de venda em que você atua.

Também é possível fazer o monitoramento do TM por fonte de tráfego. Como assim? Estamos falando do tráfego que você compra no Facebook Ads, por exemplo, e do tráfego orgânico. Assim, você consegue definir onde você deve investir mais esforços para aumentar o seu ROI (retorno sobre o investimento de tráfego).

Você pode aumentar o faturamento do seu negócio sem precisar ter novos produtos, visitas ou clientes. Basta aumentar o seu ticket médio melhorando o preço dos produtos, procurando novos fornecedores, montando kits ou até incentivando vendas por atacado. Confira, a seguir, algumas estratégias fundamentais!

1. Desconto progressivo

O desconto progressivo consiste em separar as vendas do seu e-commerce em faixas de preço, e a partir de determinada faixa, oferecer uma porcentagem de desconto. Essa estratégia é muito utilizada no atacado que possui um volume mínimo de vendas e de pedidos para poder dar um determinado desconto.

Por exemplo: Para compras a partir de R$100,00 reais você libera um desconto de 10%. Para compras a partir de R$150,00, você libera um desconto de 15% e por aí vai. Isso serve para incentivar a pessoa aumentar o seu carrinho de compras, comprando mais produtos para conseguir usufruir do desconto.

2. Oferecer produtos complementares ou uma linha premium 

Esta, nada mais é, do que uma estratégia de upsell (técnica de venda que consiste em convidar o cliente a comprar mais produtos, complementos ou atualizações mais caras e que gerem maior receita). Para implementar essa estratégia, é necessário fazer um mapa completo do seu mix de produtos, saiba tudo o que você tem e encontre uma maneira de relacionar um produto com o outro. 

Por exemplo: Se o cliente estiver comprando um vestido, você pode oferecer um outro acessório para compor o conjunto e que combine com o vestido, como uma bolsa e/ou brincos. Ou ainda, oferecer um vestido que possui um preço maior, mas que naquele dia está com uma promoção boa imperdível.

E quando falamos de linha premium, às vezes o cliente não leva o produto mais caro, porque ele não sabe que existe, pois os lojistas ficam com medo de oferecer esse tipo de produto por achar que não haverá procura e acaba que o cliente, na realidade, está sim, disposto a pagar mais.

Outro ponto que os clientes amam, é o diferencial. Pessoas também costumam comprar produtos premium pois sabem que a qualidade é melhor, a durabilidade, o valor agregado e também tornam-se clientes “difrenciados’’. O fator “produto personalizado’’ também chama bastante atenção.

3. Frete grátis

Para oferece o frete grátis é importante você conhecer bem os seus custos e as suas margens, pois o valor para oferecer essa vantagem não é tabelado, nem fixo, portanto não pense em copiar um outro lojista que vende o mesmo que produto que você e oferecer o frete grátis que não cabe no seu orçamento. Mas essa é uma estratégia que funciona muito bem e incentiva a pessoa a gastar mais. E o frete grátis é uma coisa que todo mundo gosta. 😀

4. Crie um programa de fidelidade

Crie um estímulo para que o seu cliente volte a comprar com você novamente. Vemos este exemplo sendo bastante utilizado por restaurantes, que oferecem um cartão o qual eles vão carimbando de acordo com a quantidade de vezes que o cliente realiza uma compra no estabelecimento, e quando chega ao final, oferecem uma premiação como uma refeição grátis, desconto, uma sobremesa ou brinde.

No e-commerce você pode usar essa mesma estratégia, oferecendo também um desconto, ou frete grátis para a pessoa que realizar 5 visitas na sua loja e efetuar uma compra de, no mínimo, R$ 100,00. Assim ela mantém a fidelidade com você e aumenta o seu ticket justamente por você estipular o preço mínimo para a compra.

5. Faça sorteios 

Vemos essa técnica sendo realizada em shoppings, principalmente próximo às datas comemorativas. Onde o cliente precisa realizar compras com um valor mínimo para poder participar do sorteio de um carro, e ainda com um plus: ele pode concorrer sem limites de compras, a regra é apenas alcançar o valor mínimo em cada uma delas. No e-commerce você pode seguir a mesma linha. Estabeleça um prazo para participarem do sorteio e estipule algumas regras como preço mínimo ou indicar a sua loja para um número X de amigos.

Escrito por Nickolle Amorim

Atualizado em 04/05/2021 | Publicado em 22/04/2021

Conheça o Podcast do Conexão E-commerce!

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escrito por Nickolle Amorim

Posts recentes

Ideris lança o podcast Conexão E-commerce

Ideris lança o podcast Conexão E-commerce

Dê o play e ouça o que os especialistas em e-commerce têm a dizer! A partir desta sexta-feira (7), Spotify, iTunes, Google Podcasts, Deezer e os demais agregadores de conteúdo em áudio passam a receber os episódios do Conexão E-commerce, o podcast do Ideris!...