6 dicas para evitar fraudes nos pagamentos online

18/08/2021

evitar fraudes nos pagamentos online

Os avanços e facilidades das tecnologias para e-commerce e, mais recentemente, as limitações impostas em comércios locais em razão da pandemia, impulsionaram uma grande migração de comerciantes para o ambiente de vendas online.

Com tantos novos vendedores utilizando plataformas de vendas e negociando nesse novo universo, surgiram novas demandas específicas, principalmente a respeito da estrutura de pagamento para receber com segurança e evitar fraudes.

Seja por desconhecimento ou negligência, muitos vendedores não dedicam a atenção necessária para criar bons processos e escolher boas ferramentas para evitar fraudes nos pagamentos online. Por isso, preparamos 6 dicas para você garantir uma experiência de venda segura.

Como são as fraudes em pagamentos online

É importante entender que nem todas as fraudes estão relacionadas à invasão, roubo de dados ou ataque hacker. Na verdade, grande parte das fraudes nos pagamentos online são de pessoas mal intencionadas, que utilizam mecanismos legais para obter uma vantagem injusta.

A fraude mais comum é aplicada através de um mecanismo criado inicialmente para proteger o consumidor, chamado chargeback. Quando esse recurso é utilizado com más intenções pelo portador do cartão de crédito acontece o que se chama de “autofraude”. Ou seja, o fraudador recebe o produto, mas entra em contato com a operadora do cartão e alega que não recebeu. Se o vendedor não conseguir provar que efetivou a entrega, é possível que o comprador receba o estorno do valor, fazendo com que o vendedor fique sem pagamento do produto.

Há também casos chamados de “fraude amigável”, que ocorrem quando o cartão é utilizado por algum conhecido ou familiar do portador do cartão de crédito sem o conhecimento ou autorização. Nesse caso, ele não reconhece a compra na fatura do cartão e também aciona o chargeback.

Existe ainda a possibilidade da chamada “fraude deliberada”, decorrente de invasão e roubo de dados. Nesse caso, um fraudador rouba os dados do cartão e aproveita para fazer compras. A reação é a mesma: o portador não reconhece as compras e então solicita o chargeback à operadora. 

Nestes dois últimos casos, o estorno do valor e o prejuízo do vendedor é certo, pois mesmo que se comprove o recebimento do produto, a compra foi feita se utilizando ilegalmente de um método de pagamento. Mas apesar de serem mais perigosas, são menos frequentes em razão de serem mais previsíveis e evitáveis através de boas práticas e modernos sistemas de segurança.

Como evitar fraudes nos pagamentos onlines

Para aproveitar o melhor das vendas no e-commerce e evitar fraudes nos pagamentos, você deve adotar algumas práticas recorrentes e escolher serviços essenciais que complementam o mecanismo de vendas,  protegendo sua operação desses golpes. Confira:

1. Utilize plataformas seguras

Seja para expor, vender, receber, enviar, atender ou conectar, quando falamos de venda online, precisamos utilizar uma (ou várias) plataformas que viabilizem nosso comércio eletrônico.

Escolher plataformas confiáveis, com suporte e constantes atualizações de segurança, é importante para manter sua operação estável. Então, não tenha pressa no momento de definir qual plataforma utilizar. Pesquise, pegue referências, solicite uma avaliação e veja a reputação de todas as opções.

2. Conheça o perfil e comportamento dos seus clientes para evitar fraudes

Em muitos casos, saber de onde é seu cliente, como ele monta o carrinho e qual valor médio das compras, pode te ajudar a identificar uma fraude, dado que, na maioria das vezes, o fraudador tem comportamento diferente do consumidor usual.

Compras em valores exorbitantes, entregas em locais improváveis ou distantes do proprietário do endereço cadastrado no cartão, ou plataforma, são, também, sinais da evidência de uma fraude. 

3. Cadastre o nome do seu negócio na fatura de cartão

Em algumas situações, o cliente pode nem se dar conta de estar cometendo uma contravenção. Uma hipótese recorrente é quando o cliente utiliza o chargeback por não reconhecer a origem da cobrança descrita na fatura do cartão.

A melhor forma de evitar que isso aconteça com você, é criando uma descrição objetiva e que relacione a cobrança facilmente ao nome da sua loja virtual ou aos produtos que você vende.

4. Seja preciso na descrição dos produtos

Outra situação que pode incorrer em problemas é a compra equivocada de algum produto em razão do cliente acreditar que ele seja diferente do que gostaria. Isso pode acarretar devoluções, disputas e até chargebacks.

Para evitar o transtorno dessas hipóteses, investir tempo na descrição de cada produto da maneira mais detalhada possível, além de inserir fotos e vídeos que mostram as reais dimensões é fundamental.

5. Tenha dados de comprovação de envio e entrega

Mesmo agindo com cautela e utilizando as melhores práticas ao vender online, ainda estamos sujeitos a fraudes. Em algumas situações elas acontecerão, e o melhor que podemos fazer é estarmos prontos.

Manter dados que atestem o envio e entrega de todas as encomendas, ainda que sejam feitas em mãos, é a forma de comprovar a venda ou prestação de serviço caso você seja vítima de uma fraude. Em muitas situações, a comprovação pode reverter uma disputa ou chargeback.

6. Utilizar um intermediador de pagamento com antifraude e cobertura de chargeback para evitar fraudes

O intermediador de pagamento é a plataforma que realiza as transações financeiras e facilita as vendas online, pois oferece várias opções de pagamento sem necessidade do vendedor ter que negociar contratos e taxas com diversas instituições bancárias.

O antifraude é o serviço que reúne análises feitas por algoritmos e analistas de risco, para detectar possíveis fraudes e evitá-las. Alguns intermediadores de pagamento possuem análise antifraude nativa com cobertura de chargeback. Isso significa que, ainda que haja uma fraude por chargeback, o vendedor receberá o reembolso do valor perdido.

Independente do tamanho do e-commerce, seguir boas práticas e utilizar um intermediador de pagamento reconhecido por sua segurança e eficiência em manter altos índices de aprovação são ações que podem deixar suas vendas mais protegidas contra as fraudes.

—-

Autor

Matheus PassareliYapay

Escrito por Autor Convidado

18/08/2021

Conheça o Podcast do Conexão E-commerce!

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escrito por Autor Convidado

Posts recentes

Dicas para vender mais roupas na internet

Dicas para vender mais roupas na internet

Se você chegou até aqui é porque já está vendendo roupas online - ou pelo menos está iniciando (e este texto também é para você). Os lojistas de roupas são um dos principais atores do e-commerce brasileiro, alavancando o setor de Moda e Acessórios. Se está crescendo e...