Como funciona o retargeting no e-commerce

05/04/2021

reatargeting

Não é sempre que um cliente visita o seu site que a compra acontece de primeira, né? Às vezes, o momento não é o ideal, ou ele não está maduro o suficiente para já realizar a conversão. Acontece… O que não pode é você desistir desse possível cliente. E é aí que entra o retargeting.

O retargeting, ou remarketing, é uma estratégia do marketing digital na qual você impacta pessoas que já tiveram alguma interação com a sua marca, mas que, por algum motivo, não finalizaram a compra. Ou seja, visitaram seu site, clicaram em algum anúncio, estiveram pelas suas redes sociais, no seu blog… 

O objetivo é oferecer uma nova chance para o potencial cliente de, finalmente, realizar a compra. Você vai conduzi-lo na jornada do cliente e recuperar o interesse dele em você e no seu produto.

E esta estratégia é muito importante para quem tem e-commerce. Afinal, o comportamento do consumidor tende a ser cada vez mais o de pesquisar, comprar e estudar se ele realmente está no momento certo para adquirir um produto ou serviço. 

Uma pesquisa do Episerver mostrou que, em 2017, 92% dos consumidores já não faziam uma compra na sua primeira visita ao site de uma marca. Encarando um número tão alto, cabe às marcas a iniciativa de impactar esses clientes em momentos oportunos para trazê-los de volta. 

Por que usar o retargeting na sua loja on-line?

A função primordial do retargeting é trazer aquele consumidor indeciso, confuso, que tinha decidido esperar mais um pouquinho para realizar a compra. Mas isso não quer dizer que seja a única! 

Com esta estratégia, você também reforça a sua marca. O consumidor precisa ser impactado diversas vezes e em canais diferentes devido às inúmeras distrações que a internet oferece. Só depois de ser exposto assertivamente e de forma recorrente à sua marca é que ele se sentirá pronto para tomar uma decisão. 

O retargeting reacende o desejo pelo seu produto, funcionando como um lembrete daquele item que ele tanto quer, ou do serviço que ele acha que precisa ou merece muito.

Outra finalidade do retargeting é usá-lo como uma solução cross-device e omnichannel. Se você vende em canais diferentes, como e-commerce próprio, marketplace, redes sociais ou em loja física, esta estratégia vai te ajudar a fazer com que os clientes transitem entre eles.

É possível combinar dados de audiência no desktop, no mobile e em apps, o que permite que você impacte seus consumidores com uma mensagem consistente, onde quer que eles estejam.

E por fim, o retargeting é altamente rentável, o que significa que você converte mais gastando menos. Anúncios personalizados, quando exibidos no momento certo, maximizam o engajamento da sua audiência. Se utilizar o modelo CPC (custo por clique), esse ganho aumenta! Afinal, você só paga quando alguém clica no anúncio, o que faz o seu orçamento render.

Passo a passo para um retargeting de sucesso

Se você já está convencido da importância do retargeting para sua loja on-line, seja um e-commerce próprio ou no marketplace, chegou a hora de você estruturar a sua estratégia. 

Faça um planejamento consistente, passível de mensuração e que seja apto a conquistar bons resultados. A seguir, veja um passo a passo que vai te ajudar nessa etapa:

Crie o retargeting: defina onde vai anunciar (pesquisa, redes de display, redes sociais etc). Em seguida, instale a TAG do pixel de retargeting com o código do site, que vai funcionar como um identificador das ações do cliente, oferecendo anúncios relacionados a esse mesmo IP. Lembre-se de criar regras específicas.

Padronize os anúncios: o consumidor pode usar diferentes dispositivos para acessar a sua loja. Por isso, é importante que você pense em anúncios para cada um deles, assim ele poderá ter a melhor experiência possível.

Defina uma frequência: estipule a frequência com que os anúncios vão ser lançados para cada perfil de cliente. Lembrando que caso não seja bem feito, o retargeting pode se tornar um incômodo para quem recebe. Use o teste A/B para descobrir a frequência ideal para o seu negócio.

Defina seu público alvo: é importante apresentar o produto certo para o cliente certo. Se a pessoa demonstrar interesse em uma bola de futebol no seu site, ser impactada por uma bola de basquete provavelmente não trará resultado. Por isso, crie filtros para evitar o anúncio de SKUs que não vão fazer sentido para o cliente.

Segmente os anúncios: não custa repetir: apresente o produto certo para o cliente certo. Para isso, use o histórico de cada um na hora de segmentar seus anúncios. Se você realizar ofertas naquele produto, comunique ao cliente.

Mensure toda a sua estratégia

Como tudo no marketing digital, o retargeting também deve ser mensurado. Então, fique de olho nessas três métricas:

  • Taxa de cliques (CTR): a proporção do número de pessoas que clicaram no anúncio em relação ao número de vezes que esse anúncio foi exibido;
  • ROI: é o retorno sobre investimento feito naquela campanha. Ele é calculado assim: lucro menos o custo do investimento dividido pelo custo do investimento;
  • Custo por clique (CPC): o investimento feito dividido pelo número de cliques;

Agora, você já sabe que existe um jeito mais barato e assertivo de aumentar suas vendas: retargeting! Então, desenvolva e aplique a estratégia no seu e-commerce e aumente sua conversão.

E caso você venda em alguma plataforma de marketplace, fique tranquilo! A maioria delas, como a B2W Marketplace, já tem uma estratégia de retargeting bem alinhada, que permite que seus parceiros criem anúncios dos principais itens para que sejam usados exatamente nesses casos. 

O retargeting se mostra uma excelente escolha independentemente do seu canal de vendas, sendo assertivo e ampliando sua presença on-line e, claro, reduzindo os gastos com campanhas.

Conteúdo produzido por Blog B2W Marketplace.

Escrito por Autor Convidado

05/04/2021

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escrito por Autor Convidado

05/04/2021

Posts recentes

Como ter mais seguidores no Instagram?

Como ter mais seguidores no Instagram?

Todo mundo sabe que o Instagram é a rede social queridinha da maioria dos usuários, principalmente os jovens. Em 2018, a rede bateu 1 bilhão de usuários! E em 2020 já foi confirmado que mais de 500 milhões de pessoas acessam seus feeds diariamente.  Segundo dados...

Whatsapp Pay: como usar? Tudo que você precisa saber!

Whatsapp Pay: como usar? Tudo que você precisa saber!

O Whatsapp Pay é serviço de pagamento do mensageiro WhatsApp. Com ele é possível fazer transferências para amigos e familiares ou até mesmo pagar por serviços e produtos!  Para fazer isso, o Whatsapp usa a estrutura do Facebook Pay, serviço de pagamento da plataforma...

Como vender mais online com Consultoria de e-commerce

Como vender mais online com Consultoria de e-commerce

Criar uma loja virtual tem se mostrado uma excelente solução para os empreendedores nos dias atuais. Com o setor de e-commerce cada vez mais aquecido e os baixos custos de manutenção, muitos lojistas e empreendedores individuais enxergaram no comércio eletrônico uma...