Receba a nossa NewsLetter!
Concordo com  Política de privacidade e  Termos de uso 

Logística e-commerce: 7 dicas para agilizar processos

09/07/2020

Dicas para logística e-commerce

A logística e-commerce é um dos critérios-chave para o sucesso de quem atua ou planeja se inserir no varejo online, pois o processo de entrega não se resume apenas ao transporte, mas sim a uma série de etapas desde emissão de Nota Fiscal eletrônica (NF-e), separação e embalagem do pedido, impressão de etiquetas, controle no sistema de gestão e outros.

Sabendo que os clientes prezam por eficiência e cumprimento de prazos, a logística e-commerce pode parecer um pouco complicada para sellers iniciantes, mas o segredo para simplificar essas etapas é otimizar o back office. Não sabe por onde começar? Reunimos 7 dicas para agilizar processos na logística e-commerce! Descubra:

Por que ser ágil?

As estatísticas mostram que cada vez mais pessoas optam por comprar online. A consequência é imediata: maior número de clientes, mais pedidos transportados de norte a sul do país. Relatórios referência para o comércio eletrônico, como os da Ebit, mostram que os usuários valorizam o comprometimento das empresas quanto à logística e-commerce – tanto com opções de frete grátis quanto na correspondência dos prazos previamente estabelecidos. Percebe a importância da agilidade?

Agora você já sabe que o varejo online é um mercado em ascensão e que a logística e-commerce exige alta eficiência, então, vamos às dicas para agilizar seus processos! 😀

Logística e-commerce pede estoque organizado

Todo tipo de comércio precisa de organização no estoque e, no e-commerce, não é diferente. Existem três tipos de estoque para escolher: partilhado, centralizado e descentralizado. Cada um tem seus prós e contras – a escolha depende da estratégia seguida por sua empresa para atender à logística e-commerce. A dica, portanto, é escolher um bom sistema para manter o estoque organizado/mapeado, além de dispor os itens de forma categorizada.

O estoque partilhado, por exemplo, é indicado para quem também possui loja física, porque utiliza o mesmo lugar para acomodar os produtos. As principais vantagens são economia de espaço e gerenciamento integrado. Mas esse formato exige atenção especial ao sistema de gestão para que as atualizações do estoque sejam eficientes, evitando imprevistos com a logística e-commerce (demora para encontrar mercadorias, itens indisponíveis, falta de embalagens, atraso na entrega).

Já o estoque terceirizado pode ser por Dropshipping (entrega sob responsabilidade do fornecedor) ou Crossdocking (o fornecedor leva o produto à sua loja e você se responsabiliza pela entrega ao cliente). Ponto positivo: ofertar maior quantidade/variedade de produtos sem necessariamente tê-los em estoque. Ponto negativo: não ter controle direto sobre a qualidade dos itens enviados (no caso do Dropshipping, o prazo de entrega também não é gerenciado por você).

Outra opção é o estoque descentralizado, que funciona com locais de armazenamento espalhados em diversas regiões. Aqui entra a vantagem de poder diminuir o prazo de entrega e o custo de envio, critérios atraentes não apenas para a logística e-commerce como também para a decisão de compra do cliente.

Vale lembrar que seus custos com armazenamento descentralizado serão mais elevados e o controle de estoque precisa ser super rigoroso, mas um bom sistema de gestão (ERP) e Hub de integração e gerenciamento tornam o controle de estoque preciso e eficiente (procure soluções confiáveis e vá em frente).

Independentemente do tipo de estoque utilizado na sua operação, há algumas dicas simples para mantê-lo organizado e garantir a boa gestão da logística e-commerce:

  • Faça inventários;
  • Gerencie custos e receitas;
  • Integre os estoques e gerencie com um único sistema;
  • Monitore as vendas constantemente;
  • Crie estratégias para mercadorias antigas circularem;
  • Mapeie o fluxo de entradas e saídas;
  • Defina critérios de endereçamento;
  • Evite ferramentas ineficientes.

Utilize SKU

Se você ainda não está familiarizado com esse termo, nós explicamos: o SKU (Stock Keeping Unit, em inglês) pode ser traduzido como “unidade de manutenção de estoque”. Como o próprio nome dá a entender, o SKU é uma solução para organizar o inventário do seu negócio.

Ele consiste em um código único de cada empresa, permitindo otimizar tarefas como gestão de estoque e liberação de mercadorias, além de garantir que os produtos estejam devidamente especificados conforme o padrão definido.

Com certeza, vale a pena utilizar esse código para gerenciar o inventário e agilizar sua logística e-commerce. Para saber mais, recomendamos conferir um conteúdo completo produzido por nós sobre o que é SKU (vale a leitura!).

Use sistemas com picking list

A logística e-commerce se tornou um diferencial competitivo para as empresas. Entregas ágeis e informações sobre o transporte dos pedidos transmitem segurança e credibilidade, conquistando a confiança dos clientes.

Se o seller trabalha com armazenagem, uma boa dica é utilizar sistemas com picking list (coleta e separação de pedidos). Para pequenos negócios, essas tarefas até podem ser feitas manualmente, mas quando o fluxo de pedidos expedidos no dia começa a tomar muito tempo da equipe, o ideal é ter um reforço da tecnologia para simplificar o processo e, consequentemente, a logística e-commerce.

Escolhendo um bom sistema para separação de pedidos, você ganha produtividade e rapidez.

São quatro tipos de picking para organizar o trabalho no estoque:

  • Discreto (cada operador atende um pedido por vez);
  • Por zona (funcionários responsáveis por zonas/seções específicas);
  • Por lote (o encarregado inicia a coleta após acumular um certo volume de encomendas);
  • Por onda (com agendamento de requisições por turno, cada separador se encarrega pelo recolhimento de um produto).

Entenda o funcionamento do seu negócio, defina o tipo de picking mais adequado para o dia a dia das operações e escolha o sistema que melhor corresponde às suas necessidades, visando a eficiência da logística e-commerce.

Material de embalagem com qualidade

Por mais que pareça um simples detalhe, o material das embalagens faz bastante diferença na agilidade e qualidade da logística e-commerce. Não pense só em preço, o mais adequado é utilizar opções com bom custo-benefício. No varejo online, tempo é dinheiro – e reputação! Embalagens muito frágeis podem ser danificadas antes mesmo do despacho do pedido, exigindo retrabalho e gasto de material (o famoso ‘barato que sai caro’).

Além disso, a embalagem é a primeira experiência do cliente com o recebimento da mercadoria. Ninguém gosta de receber um pedido com cara de extraviado, certo?

Se tiver dúvidas sobre qual material escolher, entre em contato com fornecedores e solicite algumas unidades para testar. Simule um processo de embalagem e despacho para ter uma percepção real de como o papel, caixa ou plástico se mantém durante a logística e-commerce.

Emita etiquetas e NF em ZPL de forma sequencial

Empreendedores do e-commerce, uni-vos para saudar a tecnologia! 🙌 Sabia que é possível emitir nota fiscal, etiquetas e declaração de conteúdo de forma massiva? Esse recurso salva a vida (e a logística e-commerce) de muitos sellers que precisam de agilidade.

Com a impressão ZPL, é possível otimizar o tempo no dia a dia de trabalho. Isso porque a linguagem de impressão ZPL possibilita rastrear ou marcar produtos, processos e pessoas da equipe com códigos de barras ou RFID, ou seja, tudo o que for etiquetado tem excelente banco de dados.

Na forma de impressão sequencial, você ganha ainda mais flexibilidade para agilizar a logística e-commerce, especialmente se contar com um sistema integrado que permita criação de 20 filas para imprimir etiquetas em lugares diferentes e impressão intercalada (sequenciar impressão de etiquetas e notas fiscais). Tudo isso com acesso aos pedidos feitos por marketplace, por exemplo.

Pesquise os pontos de coleta mais próximos

Um dos cuidados que vale a atenção dos sellers ao escolherem as empresas de logística é pesquisar os pontos de coleta mais próximos. Não adianta contratar uma empresa de logística e-commerce que promete entregas rápidas se o ponto de coleta for fora de rota.

Esse simples detalhe faz diferença na rotina de quem separa e prepara os itens e reflete diretamente nos prazos informados aos clientes, afinal, o que parece apenas um dia de delay pode alterar bastante a logística e-commerce e a data de recebimento.

Se o cliente tem pressa para receber a encomenda, poderá se frustrar com a marca e não retornar para compras futuras ou indicar sua empresa. Portanto, cuide a logística ao máximo e aumente suas chances de receber reviews positivas que poderão influenciar outros clientes. 😉

Tenha uma rotina

Neste conteúdo, apresentamos uma grande variedade de dicas para agilizar a logística e-commerce com uma mãozinha da tecnologia, mas não podemos esquecer que o comprometimento também vem de toda a equipe. Gestores, supervisores e operadores devem estar alinhados às etapas do trabalho diário no que se refere a estoque e logística.

Os processos devem ser analisados de perto, identificando tudo o que está dando certo ou precisa ser melhorado, assim como disponibilidade de itens, embalagens, produtividade dos funcionários, custos e desempenho.

Você já sabe que existem sistemas capazes de simplificar e turbinar a agilidade da rotina, mas também é preciso levar informação à equipe. Treinamentos claros e atualizações sobre mudanças fazem parte dos cuidados com o controle de estoque e gerenciamento de pedidos.

Todo mundo sai ganhando quando mão-de-obra e sistemas estão em sinergia: funcionários mais produtivos; gestão de ganhos e despesas mais precisos; logística e-commerce eficiente; clientes satisfeitos com a entrega dos produtos.

É possível vender mais

Quando falamos em uma boa logística e-commerce, abrimos a possibilidade de vender mais e melhor, uma vez que essa etapa permite escalonar vendas de modo consistente. Se você quer atender um maior número de pedidos, a empresa precisa estar preparada de ponta a ponta para evitar imprevistos com estoque (vender mais do que pode entregar nunca é uma boa estratégia).

Atua em diferentes plataformas e marketplaces? Comece com o pé direito: faça a integração de um Hub para gerir tudo em um só lugar.

Gostou desse conteúdo com dicas para agilizar processos na logística e-commerce? Compartilhe com outros empreendedores do comércio eletrônico e ajude outros sellers a otimizarem as vendas online!

Escrito por Augusto Vasconcelos

09/07/2020

Receba a nossa NewsLetter!
Concordo com  Política de privacidade e  Termos de uso 

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escrito por Augusto Vasconcelos

09/07/2020

Posts recentes

O que é cross selling e up selling?

O que é cross selling e up selling?

Existem muitas técnicas diferentes para impulsionar as vendas de seu e-commerce. Uma delas é o cross selling, que pode ser muito útil para melhorar seus resultados. Mas você sabe do que se trata e de que forma utilizar ela para o seu negócio? E a diferença entre cross...

Por que vender em Marketplaces?

Por que vender em Marketplaces?

Começar a vender dentro de um ou mais marketplaces é extremamente importante para quem busca desenvolver seu e-commerce e escalar suas vendas pela internet, pois através dele, é possível expandir seu ticket médio e aumentar a visibilidade da sua marca. Os marktplaces...